Domingo, 18 de Novembro de 2018

Buscar  



Hora Certa

Radio Geração 3

Esporte
Baixe nosso Aplicativo
 
No Ar
Goiás x Vila Nova ás 17hs Transmissão
5562993583756

Publicidade Lateral gera 1
CHAT ONLINE

Digite seu NOME:


Estatísticas
Visitas: 616435 Usuários Online: 11


Fotos da Cidade
Brasil

Publicada em 27/04/18 às 23:54h - 539 visualizações
Empresa brasileira cria tênis de 'papel' impermeável''Polícia Federal deve ouvir filha de Temer no dia 2 de maio

Rádio Geração 3


 (Foto: Rádio Geração 3)
Já pensou em possuir um tênis que seja 100% reciclável, vegano e que não agrida o meio ambiente com sua produção ou no descarte? E se esse calçado fosse feito de papel? Essa é a proposta da Dobra, que irá lançar em maio um tênis feito de um material muito parecido com o papel (em termos de aparência e espessura), só que mais resistente e à prova d'água. Esse "papel" é o mesmo utilizado pela Nasa.

O tênis, que possui a sola feita de PVC 100% reciclável, estará à venda em mais de 50 estampas diferentes em maio custando R$190. A variedade de padronagens só é possível porque a empresa possui uma política de zero desperdícios, e os produtos são fabricados sob demanda. O novo lançamento da Dobra segue a mesma lógica de seu produto primogênito, as carteiras. Fundada em 2013 pelos irmãos Guilherme e Augusto Massena e o primo Eduardo Hommerding como um trabalho de faculdade, a empresa se especializou em carteiras feitas da mesma fibra que lembra papel e é resistente à água.

"Para nós, esta expansão no portfólio é natural, pois nunca vimos a Dobra apenas como uma marca de carteiras. Nosso objetivo sempre foi oferecer uma experiência de compra", explica Eduardo. "Já temos uma política de reciclagem com as carteiras, em que cada carteira usada dá desconto na compra de uma nova. No futuro, faremos isso com o tênis também."

Para evitar o desperdício, a marca possui duas políticas: a primeira são as embalagens reutilizáveis, que se transformam em coisas úteis (como doleiras ou cofrinhos) para os clientes. A outra é a de reciclagem das sobras de materiais e do incentivo para que os consumidores devolvam as carteiras usadas.  (Agência Estado)
           


 

A informação é do advogado de Maristela Temer, Fernando Castelo Branco. A PF quer explicações sobre a reforma da casa da filha do presidente


O advogado Fernando Castelo Branco disse nesta sexta-feira (27) que Maristela Temer está disposta a prestar "todos os esclarecimentos" à Polícia Federal.

Temer rebate acusações de uso de propina para compra de imóveis

           O presidente Michel Temer

Ela deverá depor no próximo dia 2, em São Paulo ou em Brasília - local ainda a ser definido -, no âmbito do inquérito que investiga o presidente e suas relações com o coronel João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, que chegou a ser preso, em março, na Operação Skala. A PF intimou a filha do presidente a depor.

"Maristela vive uma situação angustiante", protesta Castelo Branco. "Ela não se opõe a depor, de forma alguma, por isso nesse momento em que a autoridade policial manifestou interesse de ouvi-la é um alívio para ela."

Nesta sexta-feira, 27, o presidente Michel Temer se disse vítima de uma "perseguição criminosa disfarçada de investigação".

"O nome de Maristela aparece nos jornais reiteradamente, isso é angustiante para ela, que deseja quexpor os fatos e contribuir com essa investigação."

O advogado já foi contatado por um policial federal, que abriu a possibilidade de que a audiência seja realizada em São Paulo ou em Brasília. Em São Paulo, o depoimento poderá ocorrer no Aeroporto de Congonhas.

"Maristela vai comparecer na data aprazada e contar efetivamente o que aconteceu", disse Fernando Castelo Branco.





Parceiros











Rádio Geração 3 " A sua melhor conecção "
Copyright (c) 2018 - Rádio Geração 3 - Todos os direitos reservados